30/07/2019

Na escola eu aprendi a ser viado

Na escola eu aprendi a ser viado
e muito agradeço haja vista
que hoje quem me chama de safado
veste a mesma farda que o fascista

urra que não quer um namorado
reza a oração terraplanista
bate soca chuta e fica irado
não aceita nunca que eu resista

vacinado aviso ao patriota:
- poupe a saliva e o cuspe acre
e vá já lamber a velha bota

sempre engraxada pro massacre
pra não parecer tão idiota
e sobreviver a mais um lacre.


(Paulo Vitor Cruz)

Um comentário:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Crônica de época chique e joiada.